SEÇÃO Estudos Bíblicos
CATEGORIA Geral    -
     Sexta, 31 de Outubro de 2014

Estudos Bíblicos      Geral       -

A alegria do Senhor é a vossa força. - Neemias, 8:10

Publicado em 2/28/2003

Rosemary Carneiro da Silva (e-mail: rose@bvrj.com.br)
JesusSite

E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom: e foi a tarde e a manhã o dia sexto. Gênesis, capítulo 1, versículo 2.

Deus criou o mundo, conforme registram as Sagradas Escrituras, em seis dias e no sétimo (nº da totalidade), descansou. Ao término do sexto dia, quando criou o homem, à sua imagem e semelhança, viu que era muito bom. Portanto, o ser humano é a melhor criação de Deus. E Deus deu a Terra aos homens para sujeitá-la. Porém, Eva, a mulher que Deus fez para companheira de Adão, foi seduzida pela serpente e desobedeceu ao seu Criador, e levou Adão também a comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

E fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu o Senhor Deus, pois o lançou fora do Jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. Gênesis, capítulo 3, versículos 21 e 23.

O Criador teve compaixão da sua melhor obra e antes de lançar Adão e Eva para fora do Paraíso, fez túnicas de peles, simbolizando sua longanimidade e misericórdia, prefigurando o sacrifício do Cordeiro (Jesus Cristo), cujo sangue derramado encobriu as nossas transgressões (geração de Adão e Eva).

O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz. Isaías, capítulo 9, versículo 2.

Deus, por intermédio do seu filho unigênito, Jesus Cristo, se reconcilia com o homem, a partir do momento que ele reconhece Jesus como seu reconciliador, pois Ele mesmo nos afirmou: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.

Ninguém se reconcilia com Deus a não ser que creia no único e suficiente Salvador do mundo, Jesus Cristo, conforme descreve Isaías, capítulo 53, versículo 5: "mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniqüidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados."

Isso confirma o registro de Salmos, capítulo 51, versículo 12:

Restitui-me a alegria da salvação e sustenta-me com um espírito voluntário: nos tempos atuais, nunca se ouviu falar tanto em fugas: fugas em drogas, fugas no consumismo desenfreado, fugas nas aberrações sexuais, fugas no misticismo. Isso reflete a busca desnorteada do ser humano da unidade com o seu Criador, da harmonia com Deus, cujo desejo é latente desde que o homem nasce (forma inconsciente) e ao tomar consciência, parte para uma busca inexorável, e muitas vezes, se envereda por caminhos tortuosos.

Contudo percebe que a diversidade desses caminhos, não consegue levá-lo a Deus, que salva e liberta o ser humano dos grilhões da prisão do pecado em que vive. Por outro lado, a conseqüência imediata da reconciliação com Deus, é a intensa paz que transcende todo o entendimento humano, tão almejada, às vezes tão distorcida. E o fruto dessa comunhão é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

Após o encontro marcante com o Criador, a criatura reconciliada torna-se o próprio templo do Espírito Santo e forma um só corpo com aqueles que já tiveram esse encontro, e vive de tal maneira, que, de possuir o Espírito Santo passa a ser possuída pelo próprio Espírito Santo, e os frutos do Espírito nascem naturalmente, os quais são notados por todos os que a cercam. Isso é conversão, e a alegria daquele que se harmoniza com o seu Criador, ultrapassa o visível e efêmero, é a alegria do Espírito Santo, eterna, indizível. Não há prazer que substitua o emanado pelo Espírito Santo, visto que tem sua origem no próprio Deus Altíssimo, é o mesmo que, como o Pai, na parábola do filho pródigo ao aguardar esperançoso o retorno do filho amado, avista-o, alegrando-se grandemente, abraça-o e manda preparar uma festa pela volta do seu filho: há alegria no céu quando um pecador se arrepende e essa alegria indescritível, nasce no coração do pecador arrependido. Muitos contestam dizendo, que não pecam, fazem somente o bem, são bons filhos, bons pais, bons companheiros, etc... mas, isso refuta as Sagradas Escrituras que nos diz, em Romanos, capítulo 3, versículo 23: Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Enquanto o ser humano não recuperar o elo perdido, que é a reconciliação com Abba (Pai), por intermédio de Nosso Senhor Jesus Cristo, ele não vai experimentar verdadeiramente a alegria do Espírito Santo, resultante da harmonia da criatura com o seu Criador.

A transitoriedade da alegria deste mundo se esfuma antes mesmo de sua plenitude, pois é impotente para acontecê-la, porque na realidade é falsa. Todavia, a alegria dos filhos de Deus, se origina aqui, no caminho da peregrinação, neste mundo, e se estende infinitamente à eternidade, pois esta é incontestavelmente, a alegria verdadeira.



RECOMENDAR >> IMPRIMIR >>
10 MAIS RECENTES
Unidade da Igreja de Cristo
Não quero mais ser evangélico
Signos. Porquê?
Mas que Homem é Esse?
Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal
A Integridade Moral do Profeta Eliseu
Contentamento & Transformação
O Brasil precisa de pastores de caráter limpo
PASTORES FIÉIS
Controle da natalidade no mundo ocidental ajudando no crescimento explosivo do islamismo
MAIS >>>

NOTÍCIAS CRISTÃS
Aprovação do PLC 122 será o último ato do governo Lula?
O escândalo homossexual de WikiLeaks
Assassinatos contra gays: dados manipulados
Professor francês é suspenso por mostrar vídeo de abortos para alunos do ensino colegial
Famosa feminista pró-aborto chama bebês em gestação de “tumores”
Desafiando comunistas no púlpito da igreja
Possessão demoníaca agora é politicamente correta
MAIS >>>

ESTUDOS BÍBLICOS
Unidade da Igreja de Cristo
Não quero mais ser evangélico
Signos. Porquê?
Mas que Homem é Esse?
A Integridade Moral do Profeta Eliseu
Contentamento & Transformação
O Brasil precisa de pastores de caráter limpo
PASTORES FIÉIS
Os modernos adoradores de Baal
Os Benefícios de Ter Filhos
MAIS >>>